Arquivos

Categorias
Todas as mensagens
 Link

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Site Oficial do Facho de Luz
 BLOG DO FACHO DE LUZ (NOVO)
 Templo dos Iluminados




BLOG DO FACHO DE LUZ
 


 

ACESSE O

NOVO BLOG DO FACHO DE LUZ

www.fachodeluz.zip.net



Escrito por Dárcio às 13h19
[] [envie esta mensagem
] []





"Não Temo Mal Algum"

 

 

Diante da Onipresença, mal algum pode ser considerado como realidade. Os meios de comunicação fazem questão de nos bombardear com  notícias negativas, sobre catástrofes,  carências, e problemas de todo tipo; quem poderia viver sem se deixar levar por tais sugestões? Somente quem realmente se dedicar ao reconhecimento da Onipresença divina!

"Não temo mal algum, porque Deus está comigo", diz o Salmo 23:4. A maioria vive atemorizada por não conhecer a Verdade! "Conhecimento" não significa "fé cega", mas um discernimento absoluto! DEUS É TUDO! Que deveria estar fazendo um Filho de Deus? Reconhecendo a totalidade de Deus, a Sua Onipresença perfeita, a sua própria INCLUSÃO neste Oceano de Luz Viva!

A Verdade precisa ser reconhecida! Não podemos "servir a dois senhores", como afirmou Cristo! Ou cremos na totalidade da perfeição divina, quando, então, passamos a viver na paz do Cristo, ou cremos nas aparências de todo tipo, que se alteram a todo instante, como areia movediça.

Para este livramento da ILUSÃO de acontecimentos malignos, precisamos levar a sério esta profunda recomendação de Jesus: "Não resistais ao maligno"! Qual o seu sentido? Jesus nos incita a não reconhecer este mundo de imagens mutáveis como real, para podermos nos firmar na Verdade de que DEUS É TUDO!

Solte já, de sua aceitação,  agora mesmo,   todos os supostos acontecimentos deste suposto mundo material! Medite e contemple com alegria a Verdade revelada de que "O MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO!" Desse modo, reconhecendo unicamente a Onipresença do Bem, com naturalidade estará entendendo a citação do Salmo 23:4: "Deus está COMIGO" porque DEUS é TUDO; "Não temo mal algum", porque na Onipresença "mal" algum existe!

Esta é a Verdade a ser contemplada, reconhecida e vivenciada!


*



Escrito por Dárcio às 22h25
[] [envie esta mensagem
] []





Você Responderia o quê?

 


Se uma tribo indígena fosse descoberta no coração da Amazônia, aqueles índios estariam no Brasil sem terem a menor noção deste fato. Apesar disso, o que prevaleceria, no caso, é o fato verídico de eles serem brasileiros, mesmo ignorando por completo o fato. Se, ao serem informados da verdade, disserem: "Então como faremos para sermos brasileiros?" - receberiam como resposta: "Nada! O não saber de vocês em nada altera a verdade! Apenas acatem a informação, uma vez que ela é verdadeira: todos já são brasileiros!"

Jesus, ciente do fato eterno e permanente de que DEUS É TUDO, disse aos judeus algo similar à nossa ilustração:"Não sabem que são deuses os que recebem a palavra da Verdade?" Estava lhes dizendo exatamente isto:  somos formadores de Deus, e a palavra da Verdade é a informação destinada unicamente a desfazer a ignorância do fato. "Conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará". Em outras palavras, falava da  aceitação incondicional - com coração de menino - do fato verdadeiro, até então não visto por pura ignorância espiritual.

Se alguém ainda acredita que terá de passar "anos a fio" conscientizando a Verdade, que ele faça um paralelo com a ilustração da tribo de índios e analise o que diria, ao cacique deles, caso ele lhe dissesse: "Um dia eu serei brasileiro! Aos poucos eu chegarei lá!"  Você responderia o quê?

*



Escrito por Dárcio às 15h59
[] [envie esta mensagem
] []





Os Fundamentos da Cura Metafísica


 
 

A base da cura metafísica está em PERMANECERMOS na convicção de que nosso CORPO REAL  é sempre espiritual e perfeito, mesmo que a sua imagem, na mente humana, se mostre deformada. "Não sabeis que sois o templo de Deus?" -- pergunta o apóstolo Paulo.
 
 Se a imagem  visível se mostra doentia, como vê-la perfeita? Não aceitando DOIS corpos, um espiritual e outro material! Nossa atenção deve estar voltada para o Corpo-perfeito como sendo o único corpo real que possuímos já agora.
 
Se a imagem se mostra deformada, existem distorções na "antena" da mente humana. Como corrigir estas distorções? Basicamente, através dos seguintes procedimentos:
 
A. Oração do perdão

 
MENTALIZAÇÃO PARA PERDOAR

Neste instante, eu perdoo plenamente a todos os meus parentes e pessoas com quem tive desentendimentos no passado. Perdoo a mim mesmo por ter guardado sentimentos negativos a respeito deles. Que sejam livres! Que sejam felizes! Sempre que surgir algum deles em minha mente, afirmarei decididamente: JÁ O DEIXEI LIVRE; SEJA FELIZ! Meu subconsciente está purificado e cheio de amor. Atraio somente coisas boas.

(mentalizar várias vezes, diariamente, até sentir o alívio interno que comprove o final deste tratamento mental)

B. Sentimento de gratidão:

(reservar dois períodos de 10min/dia para recordar todas as coisas boas que tem recebido, e agradecer mentalmente a Deus por cada uma delas).
 
C. Irradiação do amor divino:

(reservar um período de oração-meditativa para, esquecido de si mesmo, fazer da própria mente um canal de irradiação do amor divino.)

Visualizar Deus sendo irradiado de seu próprio ser, inundando de AMOR seu corpo todo, da cabeça aos pés; visualizar-se interpenetrado pelo Amor de Deus, circundado por esse Amor, e vendo-O, também, ser irradiado, a partir de seu próprio ser, para todo o Universo infinito!)
 
D. Ingestão de alimentos e líquidos:

A cada refeição ou ingestão de líquidos, reconhecer:
 
As energias deste alimento ( sólido ou líquido) penetram em mim e se amoldam visivelmente à forma perfeita de meu Corpo Espiritual  Perfeito, que é invisível.
 
Após estes cuidados mentais, abrir-se a Deus, ou à Cura Metafísica propriamente dita,
em meditações silenciosas envolvendo pensamentos do tipo:

 
Pai, revela em mim a Tua Presença constituindo o Ser-Filho-de-Deus que EU SOU. Revela em mim a Tua Mente como sendo a Minha Mente, percebendo a Tua perfeição aqui manifestada como o Teu Corpo, que constitui, pela UNIDADE que somos, o MEU CORPO.
 
(Permanecer contemplando estas ideias espirituais por alguns minutos, sem forçar a mente e sem deixá-la vazia! Manter-se em silêncio e em total receptividade por alguns instantes. Dedicar-se diariamente a esta Prática do Silêncio em dois períodos diários de cerca de 15-20 minutos, nunca pensando em "curar o corpo", mas sempre reconhecendo a capacidade onipotente e amorosa de Deus em mantê-lo PERFEITO).


*



Escrito por Dárcio às 15h10
[] [envie esta mensagem
] []





Aqui e Agora!




Allen White

Como parece fácil alguém cair na armadilha de ideias de futuro, de aperfeiçoamentos e melhorias, eu acredito que a “Contemplação do Aqui e Agora” da Verdade deve ser uma tarefa diária. A Perfeição Total e Completa (Deus) já é Tudo que existe. Mais preces e maior “devoção à Verdade” não estabelecem mudanças ou melhorias neste Fato.

Toda a Saúde que eu possa ter esperança de experienciar, sou Eu – e é minha Exatamente Agora.

Todo o Suprimento Abundante que eu possa ter esperança de experienciar, sou Eu - e é meu Exatamente Agora.

Todo o Amor, Alegria, Paz e Poder que eu pudesse esperar ter, sou Eu - e é Meu Exatamente Agora.


Um assim chamado Ano Novo não trará a Perfeição Absoluta que já existe como Tudo. Este Ano, de 2012, não possui maior potencial do que qualquer outro. Tudo é AGORA, e AGORA é Tudo. Contemple-o - diariamente.

*



Escrito por Dárcio às 22h56
[] [envie esta mensagem
] []





"O Próprio Espírito Testifica"

 

 

 

O Espírito único em expressão eterna é Deus. Cada filho de Deus é simbolizado por Jesus como "ramo" da Videira única, cujo "Pai" é o Agricultor. Em Romanos, 8: 16, o apóstolo Paulo assim diz: "O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus". Isto explica a ausência de esforço mental no que costumeiramente chamamos de "conscientização da Verdade". Como "o próprio Espírito" testifica com o "nosso" espírito que somos filhos de Deus, o que fazemos, durante a "Prática do Silêncio", é basicamente a "contemplação" desta atividade do Espírito divino agindo como o nosso Espírito. Tudo é Um! O Espírito é Um! O que Paulo quer ressaltar é que a ação de "despertar", ou seja, a nossa percepção de que nunca estivemos em mundo terreno, mas sempre estivemos sendo filhos de Deus, é ação absolutamente sem esforço mental, sendo uma ação espontânea da Consciência divina.

Falando com uma pessoa, ela me disse: "Eu sei que somos o que pensamos". E eu disse a ela: "Somos o que jamais a mente humana poderia pensar, uma vez que somos o que Deus é, e não o que a mente humana é capaz de conceber e nos apresentar na forma de suas imagens".

A mente humana jamais nos vê como somos; assim, não podemos jamais ser o que ela pensa! Nada temos a ver com "este mundo", e, esta Verdade, diz Paulo, é testificada pelo próprio Espírito de Deus, em unidade com o "nosso Espírito". Se entendermos que "nosso Espírito individual" não deixa de ser uma "extensão do Espírito de Deus", nas  "contemplações" apenas aceitaremos que o Espírito infinito testifica sua "unidade" conosco, o que, de fato, é  "acontecimento permanente ": nunca começa, nunca termina! Sempre É!

Toda Atividade divina é permanente, e, em nosso Eu individual, o próprio Espírito de Deus testifica o que somos: filhos de Deus! Seres à Sua imagem e semelhança! Extensões perfeitas do Eu infinito, manifestado como individualidades distintas!

 

*



Escrito por Dárcio às 23h19
[] [envie esta mensagem
] []





"Perdoes 70 vezes 7"



Que significa realmente "perdoar setenta vezes sete vezes"? Significa manter uma percepção constante de que todos os seres com quem convivemos são, na verdade, Luz divina. Cada vez que parecermos estar em desarmonia com alguém, a questão a ser analisada não é mental, mas é espiritual: estaríamos vendo no próximo a mesma Luz divina que há em nós? Estaríamos vendo a unidade espiritual que é a Essência da Vida?

Os ensinamentos espirituais existem para serem postos em prática! São verdades a serem vividas! De que adiantaria ficarmos horas meditando, reconhecendo que "Deus é Tudo", que "somos todos um", para, em seguida, irmos ao dia-a-dia como "mortais comuns", vendo em todos os seres somente a aparência material? E, pior, até chegando a guardar mágoas, ressentimentos e demais emoções negativas, com relação  a alguns deles? Divergências de opiniões são normais em quaisquer relacionamentos, mesmo que cheguem a se tornar rápidas discussões até inflamadas! Mas devem durar o tempo de sua duração e nem mais um segundo! Nada acontece por acaso! As discussões, muitas vezes, são iluminadoras, e, na Bíblia vemos muitas vezes Jesus ativamente participativo delas! Mas devem ter fim em seu fim, sem deixarmos que se arrastem na forma de antipatias, revoltas, inimizades ou demais negatividades.

Deus, realmente, é a Vida em todos! Aqui mesmo é o paraíso! Ele espera a nossa "abertura de visão".

O perdão de "70 vezes 7 vezes" deve ser posto em prática em todos os segmentos de nossa vida! Devemos contemplar a Vida de Deus em nossos familiares, amigos e "inimigos", nas pessoas que colaboram com nossas atividades profissionais, nos funcionários ou patrões, e, principalmente, em nossos dirigentes!

A mente cega critica tudo! Só vê matéria! Mas, em tudo e em todos há a Presença divina! Devemos nos ocupar em reverenciá-La! Enquanto os discípulos se viam como simples e humildes pescadores, Cristo via neles a Luz ! Por quê? Porque a    Luz somente contempla Luz!

Temos, todos nós, a Visão simples ou a Consciência iluminada. Isto nos é dado por Deus! Entendamos por inteiro em que consiste a "prática do perdão": ela existe para corrigirmos a visão errada, ou melhor, existe para nos motivar a "abrir os olhos espirituais". Se assim fizermos, as Verdades reveladas se mostrarão claras em nosso dia-a-dia. A harmonia será o natural em nosso cotidiano, e estaremos "perdoando setenta vezes sete vezes", por estarmos sempre nos desfazendo dos falsos conceitos criados pela mente humana e, ao mesmo tempo, reverenciando e louvando a Presença divina em nosso próprio ser e em todos aqueles com quem direta ou indiretamente entramos em contato.

"Disse Jesus a Pedro: Não te digo que perdoes sete vezes, mas setenta vezes sete"...

Mt. 18:22



Escrito por Dárcio às 23h01
[] [envie esta mensagem
] []





"Qual é o Teu Impedimento?"

 


Algo que irritava profundamente os judeus de sua  época, era  Jesus se proclamar Deus! A ignorância espiritual chamava de “pretensiosa” esta identificação. Quando Jesus disse ao paralítico: “Qual é o teu impedimento? Levanta-te, toma teu leito, e anda!”, que havia, de fato, embutido naquela pergunta? Aparentemente, ele indagava ao homem sobre o que poderia estar existindo, e que o limitasse daquela maneira; entretanto, se analisarmos o que está por trás da pergunta, associando-a  com a revelação de que somos todos "um com Deus", entenderíamos ser outra a questão ali levantada, ou seja. “Qual é o teu impedimento quanto a te proclamares Deus?”

Você, que lê estas linhas, é real, é consciente, é vivo! A natureza de Deus é a sua natureza! Os conceitos temporais, crenças coletivas sobre seu Ser, que a “mente humana” tenta associar com sua identidade, foram integralmente postos à parte pelas revelações de todos os tempos! “O que é nascido da carne, é carne; o que é nascido do Espírito, é Espírito”.  Que o está impedindo de se proclamar Deus? Faça a si mesmo esta pergunta! Não force resposta que penda para opiniões  do mundo! “Que me impede de me proclamar Deus?” Persista nesta questão, durante a “Prática do Silêncio”, e permaneça atento às próprias revelações!

O Evangelho de Tomé registra: “Ele disse: Senhor, há muitos rodeando a cisterna; porém, nela própria não há ninguém!” Sobre este aforismo, Marie S. Watts comenta o seguinte: “De fato, a impressão que temos, é que há muitos que poderíamos chamar de “buscadores superficiais”; mostram-se plenamente satisfeitos apenas rodeando, abraçados ao campo do dualismo. Parecem indesejosos de reconhecer plenamente que “Deus é Tudo, Tudo é Deus”.

Enquanto colocações dualistas marcarem presença em nossa aceitação, deixaremos de “trocar o referencial”, vendo a Existência do ângulo da Verdade! Que é visto, a partir do “Referencial da Luz”? A Onipresença! O Infinito iluminado sendo tudo e sendo todos!  Contemple estas Verdades juntamente com a indagação aqui proposta: “Que me impede de me proclamar Deus?”


*



Escrito por Dárcio às 18h45
[] [envie esta mensagem
] []





Hipnotismo Não o Muda de Lugar



 

Se alguém, no  país A, for hipnotizado para se achar no  país B, e nele se defrontando com situações tremendamente adversas, nem por um segundo terá saído de sua confortável condição em A. Hipnotismo é isto: gera uma imagem ilusória, que inclui a pessoa em seu quadro inexistente, e, enquanto o transe perdurar, ela julgará estar passando por tudo aquilo! ”Como Deus permitiu uma coisa destas acontecendo comigo? – eis a pergunta feita pela pessoa em A, mas se achando em B. Deus a colocou em A; mas, sua real condição, aparentemente, foi-lhe  trocada para aquela fictícia,  em B.

Sempre tenho colocado a importância da “troca de referencial”, ou seja, a pessoa se contemplar em Deus, sendo Deus, “vivendo, se movendo e tendo o seu ser em Deus", como revelam as Escrituras. Esta “troca de referencial”, na verdade, não é “troca verdadeira”, mas sim “anulação do efeito hipnótico”. Você é habitante da Realidade Absoluta! Nunca, por um instante sequer, deixou-a para “cair de Deus, nascer ou encarnar, ou para morrer, desencarnar e ter a possibilidade de reencarnar! Por quê? Por ser, “este mundo material”, uma ILUSÃO! Uma “imagem hipnótica”, que o mostra nela e o faz pensar participar de tudo quanto ali possa ser engendrado! “Vós, deste mundo, não sois”, disse Jesus. Porém, esta revelação requereria o “despertar” para a Mente de Cristo, que assim contempla a Verdade, e não apenas ser ouvida pela “mente hipnotizada”, que é a suposta “mente humana".

“Não se remove a ilusão da mente com a mente em ilusão”, disse Buda! A Mente de Deus, onipresente, é a Mente única já em todos! Ela sabe que “vivemos a Verdade”, e nada sabe de ILUSÃO! Assim, diante das revelações, caberá a VOCÊ “entrar em SI MESMO” para ali reconhecer a Mente divina Onipresente sendo a SUA! Em outras palavras, caberá a VOCÊ discernir que nunca deixou de estar em Deus, do mesmo modo com que a pessoa, em A, jamais deixou de estar em A para estar em B.

Jesus disse: “Ainda um pouco de tempo estou convosco. E depois vou para aquele que me enviou. Vós me buscareis, e não me achareis; e onde eu estou, vós não podeis vir” (João 7: 33, 34). Em outras palavras, disse o seguinte: “Permití-me aceitar a ILUSÃO para passar-lhes, no próprio cenário hipnótico, que ele é HIPNÓTICO. Depois, vou me ver onde sempre estou, na Verdade! Tentarão me buscar mas não me acharão; e, com esta mente que me escutam, não poderão achar-me onde estou e onde estão; portanto, terão de descartar esta mente hipnotizada para, com a Mente de Deus, presente em mim e em todos, possam “estar em unidade comigo”, unidade da qual jamais saíram!”

“Trocar o referencial” é meramente estar sendo a Verdade, estar “nas obras permanentes de Deus”, sem qualquer vínculo com o HIPNÓTICO mundo temporal e humano. Jamais você poderá “ir” para onde Jesus está! NUNCA SAIU DELE!
 

*



Escrito por Dárcio às 19h21
[] [envie esta mensagem
] []





O Sol e o Bloco de Gelo

 


 
Dárcio

 

Há  pessoas que não sabem lidar espiritualmente com os problemas da vida. Diante deles, sabem unicamente contar com os meios materiais, em muitos casos insatisfatórios. Um dos primeiros pontos a ser conhecido, quando estudamos a Verdade, é o de que os problemas da vida não são realidades exteriores, como o mundo aceita, mas são imagens hipnóticas na mente humana. Estas imagens, estando na mente humana, são ali trabalhadas com princípios espirituais, até sumirem dissolvidas pela Verdade.

Uma ilustração útil na prática desse princípio é o “Princípio do sol e do bloco de gelo”, simples, puro e eficaz. Como dissemos, os problemas são quadros na mente humana. Comparemos todo o quadro de problemas da vida com um “bloco de gelo”, e comparemos a ação divina, que age dentro de nós dissolvendo os quadros, com o “sol”. Assim como um bloco de gelo se derrete naturalmente, quando exposto ao calor do sol, o “bloco de problemas” se derreterá mediante a ação do Cristo em nós, ou seja, a Presença de Deus agindo em nossa Consciência individual (a exemplo do sol).

Para tanto, devemos nos dedicar à “Prática do Silêncio”, em que contemplamos a AÇÃO ESPONTÂNEA DE DEUS em nossa Consciência, após termos “oferecido” todo o “bloco de problemas” à atuação desse Poder em nós. Sem nos envolvermos com os problemas, sem forçarmos a mente, simplesmente testemunhamos o “Sol divino” desfazendo o “bloco de gelo”. Se nos dedicarmos com seriedade e dedicação a este simples exercício contemplativo, teremos a comprovação de sua eficácia em nossa vida prática, seja em termos de questões financeiras, saúde, relacionamentos, ou outra qualquer. DEUS É TUDO como TUDO! Este exercício, praticado sem esmorecimento, amolda-nos à aceitação desse Fato, e este acaba por dar provas de sua veracidade.

 

*



Escrito por Dárcio às 12h01
[] [envie esta mensagem
] []





"Palavra Que Não Volta Vazia"

 

 

 

 

Dárcio


A Bíblia diz que "a palavra de Deus jamais nos volta vazia", ou seja, todo contato que temos com as revelações divinas provoca efeito na suposta mente humana, alterando seus conceitos e renovando o seu entendimento-crença. O Homem é Deus e não as "crenças alteradas"; assim, jamais se coloque no referencial da "mente alterada", mas sempre no "referencial iluminado": DEUS sendo "seu" EU! Esta Verdade, assim reconhecida, impede que alguém pense em "usar só o que já aprendeu", julgando-se "mente humana", em vez de fazer as "contemplações" a partir da Verdade: Sua Onisciência já é Fato permanente!

A suposta "mente humana" não tem nada a ver com o Eu divino que somos! Se ela se avaliar e disser, por exemplo: "Eu percebo que não sei tudo; como  aceitar a Verdade de que a onisciência  está em mim?", esse tipo de colocação, que parte das "aparências", deve ser rechaçado com o máximo vigor! Jamais esta "mente falsa" será onisciente! Tampouco foi, é ou será a nossa mente! Mas, até que haja um "despertar em massa", e ela aparentar existir (não passa de sugestão hipnótica),  o que devemos observar é o seguinte: a cada situação, aparecerá uma sabedoria capaz de mostrar caminhos ou soluções para a resolução dos impasses de cada dia-a-dia. E isto devido ao fato de que a Onisciência ali se faz presente, mas acima do entendimento intelectual. É comum usarmos termos como   "intuição", ou "inspiração", por exemplo; porém, eles apenas retratam o efeito da Onisciência na mente, através de alguma informação que antes ela não parecia possuir, e, de fato, de sua parte, não possuía mesmo! Mas veio-lhe a inspiração da Onisciência a ela subjacente!

Quando estudamos a Verdade, podemos e devemos levantar indagações, soltando-as por inteiro à nossa Consciência, que é Deus. As respostas aparecerão "intúidas" pela mente, se nos dedicarmos e estivermos realmente desejosos de que a Sabedoria fique aflorada e conhecida da mente. Einstein, por exemplo,  dizia que suas conclusões científicas lhe vinham "do Silêncio". Neste estudo da Verdade Absoluta, devemos partir do Fato permanente: "A Onisciência é o Eu que Eu Sou!" Desse modo, após nossos períodos da "Prática do Silêncio", naturalmente teremos revelada a sabedoria necessária para lidarmos em nosso dia-a-dia. As "contemplações" têm "efeito acumulativo", ou seja, se as fizermos com assiduidade e sem cairmos em esmorecimentos ou negligências, veremos, de fato, que a palavra nunca nos voltará vazia.

Quando lemos um artigo e encerramos sua leitura com um  aceitar mental dos princípios espirituais expostos, teremos  os "frutos" dessa nossa leitura e concordância interior; entretanto, se realmente desejarmos experienciar tais princípios em escala muito mais profunda ou ampla, teremos de levá-los à "Prática do Silêncio", e considerá-los de modo contemplativo! No Site do Facho de Luz, postei hoje um texto da Ciência Cristã que é encerrado da seguinte forma:

O homem é espiritual, imortal, nunca separado de Deus. Cada um de nós tem a obrigação de testemunhar o que o pai está fazendo, e a nada mais.

Parece difícil entender o significado deste grande fato científico? Você é deixado sozinho para fazer tudo por você mesmo no seu esforço para compreender a realidade espiritual? Absolutamente não! Nós temos esta garantia do Mestre, que pode certamente ser visto nos estimulando a todos: “… o Pai ama o Filho e lhe mostra tudo que faz.” E em Miscellaneous Writings, a   Sra. Eddy diz, “é a finalidade do Amor divino ressuscitar a compreensão, e o reino de Deus, o reino da harmonia já dentro de nós.” Deus o ama. Nunca o deixa desamparado. Ele lhe permite compreender a Ciência divina pela qual Ele tudo governa. Mantenha-se fielmente voltado a Ele, “grudado” à Sua revelação, e você perceberá que Ele está trabalhando com você. Ele lhe comunicará pensamentos puros, mensagens dos anjos, que você necessita a fim de compreender o que é verdadeiro e para experimentar a cura. Se você aderir firmemente ao que você compreende que o Pai está fazendo, você perceberá que o Amor cumpriu sua finalidade de fazer ressurgir a compreensão e a harmonia já existentes dentro de você.

( O texto completo está no Site do Facho de Luz: www.fachodeluz.blog.br)

Entre no "Silêncio", reconhecendo a Onisciência sendo "seu Eu", e contemple, linha por linha, do que foi ali escrito, e tenha o "discernimento espiritual" de todo o seu conteúdo! Por mais que sejam feitas leituras, por mais que seus ensinamentos sejam aceitos mentalmente, nada substitui a "identificação com a Onisciência" para que tudo fique aflorado como "Verdade discernida espiritualmente".

*

 



Escrito por Dárcio às 10h31
[] [envie esta mensagem
] []





O Toque da Mente de Cristo

 



Joel S. Goldsmith

Caso se defronte com  um problema, seja seu ou de algum paciente, não o arraste à sua meditação Ao dar um “tratamento” , o propósito será o de se lembrar da Verdade do ser, e elevar-se a um estado de receptividade, a um grau de consciência que lhe permita ficar tranquilo e deixar que a Mente que estava em Cristo Jesus, esteja também em você.

Quando tiver o sinal de que tocou esta Mente, ou de  ter sido tocado por ela; quando ouvir esse efeito-resposta dizer a você: "Tudo está bem!", "Está feito", ou "Eu estou aqui", quando você sentir que um peso caiu de seus ombros; ou quando tiver a sensação de uma leveza interior, isto será a prova de que "Ele está com você".

Este é Aquele que desempenha aquilo que é dado a você fazer - esta Presença suave, este Cristo interior, este Espírito de Deus. Uma vez sentido este "click", será como se você O tivesse libertado; e então, como uma transmissão de rádio, Ele sai e cobre todo o mundo, a fim de que, seja o que for que você devesse alcançar, seja alcançado por este Espírito, que foi contatado ou compreendido. Será como se você tivesse pressionado um manipulador de telégrafo aqui e, no mesmo instante, a mensagem fosse recebida do outro lado, em Nova Iorque, Londres ou Paris.


*



Escrito por Dárcio às 01h15
[] [envie esta mensagem
] []





O Impossível Já Está Feito!

 

O

IMPOSSÍVEL JÁ ESTÁ FEITO!

Dárcio


Quando as Escrituras dizem que "para Deus não existe o impossível", por estarem usando o "referencial humano" e não o da Verdade, muitas vezes prevalece a "crença falsa" de que realmente  exista alguma condição caótica, problemática ou de difícil solução. E quem está nessa crença busca encontrar em Deus o "socorro", como se TODA A PERFEIÇÃO não estivesse, já, manifestada! Há frases bem conhecidas nesse sentido, como, por exemplo: "Ah, agora eu preciso de um milagre!", ou,  "Somente Deus poderá tirar-me dessa situação!", etc..

Quando Jesus disse que "para Deus todas as coisas são possíveis", explica que TODAS já estão realizadas! Nada falta para Deus realizar! O que cada um terá de fazer, é se livrar da "crença em vida terrena", deixando-se integralmente aberto à aceitação e  reconhecimento de que "TUDO ESTÁ FEITO", como revela o Apocalipse (21:6): "Está cumprido: Eu sou o Alfa e o ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida. Quem vencer, herdará todas as coisas, e eu serei seu Deus, e ele será meu filho".

Este "vencedor" é o Cristo reconhecido em VOCÊ, e por VOCÊ, como sua Identidade imutável e eterna! O Cristo que é "um com o Pai", revelado por Jesus, tanto nele como em todos! Em Deus somos "herdeiros de todas as coisas", e não mais herdeiros de problemas ou de milagres! TUDO está CUMPRIDO! Mas, se aplica ao vencedor! Àquele que não mais se deixa levar pelo "mundo das aparências", que não mais se deixa mover pela ILUSÃO! Assim, sejam quais forem as "aparências" que supostamente requeiram "o impossível",  ou "ação miraculosa", descarte-as de imediato e seja este "vencedor": O FILHO DE DEUS  que habita em DEUS, no REINO em que todo o "impossível", assin avaliado pela ilusória mente humana, JÁ ESTÁ CUMPRIDO!

*



Escrito por Dárcio às 09h46
[] [envie esta mensagem
] []





A Principal Ilusão do Homem

 

A

PRINCIPAL ILUSÃO DO HOMEM

Vernon Howard

Uma fábula do Oriente antigo conta-nos a história de um mágico rico, mas perverso que possuía grandes rebanhos de carneiros. Não querendo mandar erguer dispendiosas cercas ou contratar pastores, imaginou um plano inteligente. Hipnotizou os carneiros e lhes contou toda sorte de mentiras sobre suas respectivas identidades. Convenceu um carneiro de que ele era um leão, outro que era uma águia, e assim por diante. Pelo hipnotismo levou-os a acreditar que tudo o que fazia era em beneficio deles e que mal algum lhes aconteceria enquanto nele confiassem. E desta maneira os ingênuos carneiros serviram às finalidades egoístas do maldoso mágico.

De idêntica maneira são os homens hipnotizados. O cruel mágico é o conjunto de falsas ilusões de cada um. Não apenas pensam que as ilusões são boas, mas não têm a mínima ideia de que estão em estado hipnótico! Enquanto sonham, não sabem que sonham. (Chuang-tse ).

A principal ilusão do homem, nutriz de todas as demais, é o falso senso do eu. Um homem não é o que pensa que é. Observou, a respeito, o filósofo escocês David Hume: "É fictícia a identidade que atribuímos à mente do homem...”  Por ora, podemos dizer o seguinte: Não tema desfazer-se da identidade adquirida, inventada, desse falso sentimento de "Eu". Isto equivaleria temer o desaparecimento de uma dor de cabeça. E é isso o que é o imaginário EU - uma grande dor de cabeça.

Ao começar a suspeitar de que não é o tipo de pessoa que pensa ser, você se tomará crescentemente perturbado. Considere isso como uma manobra meramente astuciosa do falso eu que quer apegar-se à falsa exigência à sua custa. Pacientemente suportando a perturbação, você se dirige para outra grande região - a compreensão - que constitui a vitória.

Daí se segue irrefutavelmente que aquele que usa corretamente esta compreensão não pode ser vítima da dor. (Baruch Spinoza).

Justamente porque não existe o eu humano habitualmente concebido, tampouco existem coisas tais como força ou fraqueza humanas, sabedoria ou estupidez, sucesso ou derrota, bondade ou maldade, ou outros opostos do mesmo jaez. Coisa alguma nos pertence: pertence tudo a Deus, à Supermente, ou a qualquer nome que você decida dar à realidade final.

*



Escrito por Dárcio às 13h04
[] [envie esta mensagem
] []





Contemple o Universo...

 

 

CONTEMPLE O UNIVERSO SEM O ILUSÓRIO EGO

Dárcio


Quando contemplamos o Universo em Sua real natureza, sem quaisquer resquícios de materialidade, a totalidade da Luz  é reconhecida e discernida espiritualmente. O Universo é Deus, a Consciência iluminada, que constitui Sua própria Luz em extensão indivisível, e que Se mostra como Auto-Luz em todo o Infinito. Cada ponto do Universo é Luz Automantida! As "contemplações", portanto, não são feitas por algum suposto "ego humano", mas sim dentro da percepção de que a Luz infinita é a Substância universal única, sem começo, mudança ou fim.

Faça as contemplações a partir da Luz infinita aceita como Onipresente! Parta do Fato espiritual eterno e nunca  de um suposto "ego meditante". Afora a Luz, nada existe! Solte-se na percepção absoluta de que Deus, a Luz Onipresente, é TUDO! Não existe "eu" para se iluminar, e sim uma crença falsa de que, ao lado da Luz que somos, exista "alguém"  buscando "iluminação". Enquanto sua atenção estiver no ilusório "buscador da Luz", a Luz, já brilhando como seu Eu aparentará  estar ausente, o que é pura ILUSÃO! "Desperta, tu que dormes, e a Luz de Cristo brilhará para ti", diz a Bíblia. "Despertar" é intuir que "aquele que dorme" é irrealidade! O Universo infinito está "desperto", e, onde está "seu EU", a Luz infinita está brilhando resplandecentemente como o "seu" Cristo. Contemple o Universo "sem ego",e Ele Se mostrará sendo a Luz que é VOCÊ.


*



Escrito por Dárcio às 10h07
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]